Menu de navegação de página

T e x t o s & T e x t u r a s

Lava-pés

image

João 13.1-17:

Faltava somente um dia para a Festa da Páscoa. Jesus sabia que tinha chegado a hora de deixar este mundo e ir para o Pai. Ele sempre amou a humanidade e a amou até as últimas consequências.
Jesus e os seus discípulos estavam jantando. […] Então se levantou, tirou a sua túnica e amarrou uma toalha na cintura. Em seguida pôs água numa ânfora e começou a lavar os pés dos discípulos e a enxugá-los com a toalha.
Quando chegou perto de Simão Pedro, este lhe perguntou:
— Vai lavar os meus pés, Senhor?
Jesus respondeu:
— Agora você não entende o que estou fazendo, porém mais tarde vai entender!
— O Senhor nunca lavará os meus pés! — disse Pedro.
— Se eu não lavar, você não será mais meu discípulo! — respondeu Jesus.
— Sendo assim, Senhor, não lave somente os meus pés; lave também as minhas mãos e a minha cabeça! — pediu Simão Pedro.
Aí Jesus disse:
— Quem já tomou banho está completamente limpo e precisa lavar somente os pés. Vocês todos estão limpos […].”
Depois de lavar os pés dos seus discípulos, Jesus vestiu de novo a capa, sentou-se outra vez à mesa e perguntou:
— Vocês entenderam o que eu fiz? Vocês me chamam de “Mestre” e de “Senhor” e têm razão, pois eu sou mesmo. Se eu, o Senhor e o Mestre, lavei os pés de vocês, então vocês devem lavar os pés uns dos outros. Pois eu dei o exemplo para que vocês façam o que eu fiz. Eu afirmo a vocês que isto é verdade: o empregado não é mais importante do que o patrão, e o mensageiro não é mais importante do que aquele que o enviou.
Já que vocês conhecem esta verdade, serão felizes se a praticarem.

Lava-pés: passar a noite no hospital como companhia de uma pessoa enferma, ler um romance para uma pessoa idosa, ouvir as memórias de uma pessoa solitária, sentar-se no chão para brincar com uma criança, chorar com uma pessoa enlutada, abrir o coração a um migrante e a casa a um refugiado, arrumar a casa, lavar a louça e levar à escola as crianças daqueles que se acham impossibilitados, enfim, chorar com os que choram, lavar feridas e enxugar lágrimas.

Reverendo Luiz Carlos Ramos

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: