Menu de navegação de página

T e x t o s & T e x t u r a s

Um Salmo de Peregrinação (cf. Sl 126)

Já fomos escravos no Egito,
Já fomos exilados na Síria,
Já fomos oprimidos na Babilônia…

Mas o Deus eterno mudou a nossa sorte e ficamos como quem sonha!

Já fomos sem-terra, sem-teto, sem-nada…
Já fomos migrantes, retirantes, foragidos…
Já estivemos famintos, sedentos, nus, doentes, presos, pobres…

Mas o Deus eterno mudou a nossa sorte e ficamos como quem sonha!

Já semeamos nas pedras,
já plantamos entre os espinhos,
já cultivamos a beira dos caminhos…

Mas o Deus eterno mudou a nossa sorte e ficamos como quem sonha!

Já choramos nossos mortos,
Já lamentamos nossas dores,
E já pranteamos nossos filhos…

Mas o Deus eterno mudou a nossa sorte e ficamos como quem sonha!

E aconteceu que rios fluíram no deserto,
Flores floriram nos campos,
Crianças brincaram nos prados…

Então a nossa boca sorriu de alegria,
e a nossa língua cantou transbordante de júbilo…

Não há quem não note,
Não há quem não veja,
Não há quem não diga:

Grandes coisas o SENHOR tem feito por eles!

Com efeito, grandes coisas fez o SENHOR por nós;

Por isso, estamos alegres,
Por isso estamos felizes,
Por isso estamos em paz.

Luiz Carlos Ramos
11/08/2011

 

Um comentário

  1. Maravilhoso…

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: