Menu de navegação de página

T e x t o s & T e x t u r a s

Uma poetazina de coração transbordante

The Church of the Annunciation Clonard — Summerhill, Wexford, Ireland

⁂ ⁂ ⁂

Texto e alocução by Luiz Carlos Ramos | Trilha instrumental: Magnificat by J. Berthier, Taizé

⁂ ⁂ ⁂

A partir do Cântico de Maria | Lucas 1.46b-55

A minha alma engrandece
ao Senhor,
e o meu espírito se alegrou
em Deus, meu Salvador,
porque ele atentou
para a humildade da sua serva. 

Deus escolheu, para ser mãe do Salvador, uma poetazina de coração transbordante, cuja humildade e alegria superavam o temor e o preconceito. Sua fé na vida a encheu de coragem e forças para acolher a novidade da salvação que nasce das coisas pequenas, daquelas que mal se veem.

Pois, desde agora,
todas as gerações
me considerarão
bem-aventurada,
porque o Poderoso me fez
grandes coisas.

Sim, das coisas pequenas podem surgir grandes coisas. As almas poéticas entendem que o essencial, muitas vezes, permanece imperceptível aos olhos, e que, na maioria das vezes, só se vê bem com o coração. Bem‑aventuradas somos, se nos deixamos engravidar pelo Espírito da Vida.

Santo é o seu nome.
A sua misericórdia vai
de geração em geração
sobre os que o temem.

O anuncio da chegada de um bebê é a publicação da notícia de que o mundo tornará a começar, cumprimento da promessa de que as misericórdias do Senhor não têm fim.

Agiu com o seu braço
valorosamente;
dispersou os que, no coração,
alimentavam pensamentos
soberbos.

Derrubou dos seus tronos os poderosos
e exaltou os humildes.
Encheu de bens os famintos
e despediu vazios os ricos.

Morrem os valentes, os reis, os poderosos, os soberbos, os abastados, os insolentes, os perversos… ao final todos descem à sepultura. E, inevitavelmente, os berços vão sendo sempre reocupados por novas e frágeis criaturas que agora passarão a receber toda a atenção e a inspirar todo o cuidado.

Amparou Israel, seu servo,
a fim de lembrar-se
da sua misericórdia
a favor de Abraão
e de sua descendência,
para sempre,
como havia prometido
aos nossos pais.

Assim haverá de ser, até que se levante aquela geração definitiva, que entenda e assuma a grandeza da sua linhagem. Que saiba o que significa ser descendência de Abraão e o que significa ser chamada de filhos e filhas de Deus…

Reverendo Luiz Carlos Ramos
Por uma igreja de corações abertos, mentes abertas e braços abertos

Para o Terceiro Domingo de Advento
| Ano B, 2017.

2 Comentários

  1. Obrigado mais uma vez pela bela mensagem..
    Como já estamos com a liturgia de.Natal pronta, usaremos como base para uma liturgia no dia das maes.
    Um abraço do colega e amigo
    Marcelo Montanha Haygertt

    • Marcelo Haygertt,
      Fico feliz com esse “feedback”, meu querido amigo e colega de ministério, e especialmente por saber que um pouco do que tenho feito para a minha comunidade também tem edificado a sua. Transmita ao seu povo meu mais afetuoso abraço, e é claro, um muito especial pra você e para sua família.
      Fraternalmente,
      Luiz Carlos Ramos

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: