Menu de navegação de página

T e x t o s & T e x t u r a s

Não chore…

Publicado by on 31, Maio, 2016 | 2 comentários

Neste episódio, o da ressurreição do filho da viúva de Naim, diferente do caso do centurião, não há pedidos de amigos importantes, insistindo para que Jesus venha em socorro de alguém ainda mais importante. Desta vez trata-se de pessoa desimportante.

Ler mais

A fé do capitão

Publicado by on 23, Maio, 2016 | 2 comentários

Quem dera, tivéssemos a fé do capitão.

Ler mais

A festa da Santíssima Trindade

Publicado by on 19, Maio, 2016 | 0 comentários

A festa da Santíssima Trindade é celebrada no primeiro domingo depois do Pentecostes, e lança um olhar retrospectivo de ação de graças sobre todo o ministério que o Pai opera no Filho pelo Espírito Santo.

Ler mais

Celebração de Toda Saudade

Publicado by on 7, Maio, 2016 | 0 comentários

Toda saudade é a presença / Da ausência de alguém / De algum lugar / De algo enfim / Súbito o não / Toma forma de sim / Como se a escuridão / Se pusesse a luzir / Da própria ausência de luz / O clarão se produz / O sol na solidão (GIlberto Gil)

Ler mais

Deus de Toda Saudade

Publicado by on 5, Maio, 2016 | 1 comentário

Deus dos beija-flores e vaga-lumes,
do Sol e da Lua, da Aurora e do Ocaso,
do Sereno e do Orvalho,
do Sim e do Não…

Ler mais

Ofício de consolação e despedida

Publicado by on 2, Maio, 2016 | 0 comentários

Luciano José de Lima
✰26/05/1978 – 05/06/2015✞

Ler mais

“Paz e Amor!”

Publicado by on 27, abr, 2016 | 0 comentários

Além do novo mandamento do velho amor, Jesus deixou de herança para os seus também a sua Paz. Mas fez questão de frisar que a sua era muito diferente da paz do mundo. Nos tempos de Jesus, a paz era garantida por um “progrom” imperial, conhecido por “Pax Romana”.

Ler mais

Lágrimas

Publicado by on 26, abr, 2016 | 2 comentários

Elas desceram, mansas, precedidas de diáfanas brumas,
mas, definitivamente, não eram de tristeza…

Ler mais

O Velho Mandamento Novo

Publicado by on 19, abr, 2016 | 1 comentário

Jesus, despedindo-se dos seus discípulos, antevendo que lhe restava pouco tempo na companhia deles, considerou aquele o momento certo para apresentar-lhes o seu testamento, dispondo as cláusulas sobre sua herança e sobre sua vontade para depois da sua morte.

Ler mais