Menu de navegação de página

T e x t o s & T e x t u r a s

Não chore…

Publicado by on 31, Maio, 2016 | 2 comentários

Neste episódio, o da ressurreição do filho da viúva de Naim, diferente do caso do centurião, não há pedidos de amigos importantes, insistindo para que Jesus venha em socorro de alguém ainda mais importante. Desta vez trata-se de pessoa desimportante.

Ler mais

A fé do capitão

Publicado by on 23, Maio, 2016 | 2 comentários

Quem dera, tivéssemos a fé do capitão.

Ler mais

“Paz e Amor!”

Publicado by on 27, abr, 2016 | 0 comentários

Além do novo mandamento do velho amor, Jesus deixou de herança para os seus também a sua Paz. Mas fez questão de frisar que a sua era muito diferente da paz do mundo. Nos tempos de Jesus, a paz era garantida por um “progrom” imperial, conhecido por “Pax Romana”.

Ler mais

O Velho Mandamento Novo

Publicado by on 19, abr, 2016 | 1 comentário

Jesus, despedindo-se dos seus discípulos, antevendo que lhe restava pouco tempo na companhia deles, considerou aquele o momento certo para apresentar-lhes o seu testamento, dispondo as cláusulas sobre sua herança e sobre sua vontade para depois da sua morte.

Ler mais

Vinde, comei!

Publicado by on 3, abr, 2016 | 0 comentários

Os textos indicados para o Terceiro Domingo da Páscoa (Ano C) destacam a manifestação do ressuscitado à comunidade dos discípulos. Em João 21.14 se lê: “E já era esta a terceira vez que Jesus se manifestava aos discípulos, depois de ressuscitado dentre os mortos” (v. 14). Neste terceiro domingo pascal recordamos, portanto, essa que é a terceira manifestação, que é também a definitiva, a que durará para sempre

Ler mais

O camponês e a figueira

Publicado by on 24, fev, 2016 | 2 comentários

“Patrão, deixe a figueira ficar mais este ano. Eu vou afofar a terra em volta dela e pôr bastante adubo. Se no ano que vem ela der figos, muito bem. Se não der, então mande cortá-la.” (Lc 13.6-9)

Ler mais

Jerusalém! Jerusalém!

Publicado by on 15, fev, 2016 | 3 comentários

Jerusalém! Jerusalém! Que matas os profetas e apedrejas os que vêm em paz! Quantas vezes desejei aconchegar tuas crianças como ave que abriga toda a ninhada sob a proteção das asas… e não quiseste! (Lc 13.34)

Ler mais

Para isto existem os desertos: para serem atravessados

Publicado by on 12, fev, 2016 | 2 comentários

Grandes são os desertos e as almas desertas e grandes
Desertas porque não passa por elas senão elas mesmas,
Grandes porque de ali se vê tudo, e tudo morreu.
(Álvaro de Campos, in “Poemas”, heterónimo de Fernando Pessoa)

Ler mais

A máscara e o véu

Publicado by on 2, fev, 2016 | 6 comentários

Nestes dias de festa popular, muitos têm o costume de sair usando máscaras. Enganam-se, muito, no entanto, aqueles que pensam que usando uma máscara escondem sua verdadeira identidade.

Ler mais